Aguarde, carregando...

Multimilionário russo faz dura crítica à guerra na Ucrânia

Por GILVAN BALBINO CALÇADOS

20/04/2022 09:10h

O bilionário russo Oleg Tinkov criticou nesta terça-feira o que chamou de "guerra absurda" da Rússia na Ucrânia e pediu aos países ocidentais que ajudem a pôr fim "ao massacre".

"Noventa por cento dos russos são CONTRA essa guerra", afirmou Tinkov, 54, no Instagram, enfatizando que não vê "NENHUM benefício nessa guerra absurda, em que morrem pessoas e soldados inocentes".

"Ao acordarem de ressaca, os generais perceberam que têm um Exército de m...", publicou o fundador do banco Tinkoff, acrescentando: "E como o Exército pode ser bom, se tudo mais no país é uma m... imensa no nepotismo e servilismo?"

Essa foi uma das críticas mais contundentes já feitas por um empresário russo sobre a ofensiva lançada contra a Ucrânia em 24 de fevereiro. De acordo com o magnata, que deixou o cargo de presidente do banco Tinkoff em 2020, os funcionários do Kremlin estão "em estado de choque" porque não podem mais viajar de férias com os filhos para o Mediterrâneo, devido às sanções ocidentais impostas contra a Rússia pelo conflito na Ucrânia.

O banco Tinkoff divulgou um comunicado ressaltando que não deseja comentar a "opinião pessoal" de Tinkov e assinalando que o multimilionário já não toma decisões sobre as operações das empresas da marca Tinkoff.

"Ele não é um funcionário da Tinkoff, não está presente na Rússia há muito tempo e tem lidado com problemas de saúde nos últimos anos", ressalta o texto.

bur/mis/js/lb