string(2966) "Iris Rezende, ex-governador de Goiás e ex-prefeito de Goiânia, falece nesta madrugada - Correio do Bico" Iris Rezende, ex-governador de Goiás e ex-prefeito de Goiânia, falece nesta madrugada - Correio do Bico

Aguarde, carregando...

Iris Rezende, ex-governador de Goiás e ex-prefeito de Goiânia, falece nesta madrugada

Político estava internado desde agosto, após sofrer AVC

Por Luís Poeta

09/11/2021 10:38h

Ex-governador de Goiás e ex-prefeito de Goiânia pelo MDB, Iris Rezende morreu no início da madrugada desta terça-feira (9), em São Paulo, após mais de três meses internado. Aos 87 anos, ele tentava se recuperar de um acidente vascular cerebral (AVC) que sofreu em agosto, na capital.
Iris morreu por volta das 0h30, mas a informação foi divulgada duas horas depois. Segundo a assessoria do político, o corpo será velado no Palácio das Esmeraldas, a partir das 11h, em Goiânia. O sepultamento será no cemitério Santana, também na capital, e está previsto para as 17h.
O político passou as últimas semanas no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo (SP). Por meio de nota, a assessoria informou que, no último sábado (6), ele foi submetido a intubação para tratar uma pneumonia que teve durante o tratamento contra o AVC. Desde então, seu quadro piorou.
 
O político foi internado no dia 6 de agosto após sentir fortes dores de cabeça e, no mesmo dia, passou por um procedimento cirúrgico para conter uma hemorragia na cabeça. A equipe médica que o acompanhava avaliou que a operação foi bem-sucedida. Depois disso, ele teve vários altos e baixos.


Relembre os primeiros momentos da internação de Iris Rezende:
 

6 de agosto: cirurgia para conter um AVC, quando foi intubado pela primeira vez.
10 de agosto: passou a respirar espontaneamente e reconheceu as filhas.
16 de agosto: saiu da UTI e se recuperava em quarto.
19 de agosto: avaliação indicava que ele tinha "boa evolução neurológica" até então.
21 de agosto: o político teve uma convulsão e arritmia cardíaca e precisou voltar para UTI e ser intubado.
31 de agosto: o boletim médico informou que ele havia voltado para UTI. A justificativa foi de que a unidade especial tinha médicos durante 24 horas e aparelhos que ajudariam a monitorar a pressão arterial do político. No mesmo dia, ele foi transferido para São Paulo, onde ficou internado até seu último dia de vida.
 
 Carreira
 
Iris encerrou a carreira política em dezembro de 2020, após concluir o quarto mandato como prefeito de Goiânia. Desde então, se dedicava a cuidar de sua fazenda e também do escritório de advocacia.
O político nasceu em 22 de dezembro de 1933, em Cristianópolis, na região sudeste de Goiás. Formou-se em direito pela Universidade Federal de Goiás (UFG).
Iris começou a carreira política em 1959, quando foi eleito vereador. Na época, foi o candidato com maior número de votos e mais jovem da história da capital, aos 25 anos.

Em 1962, foi eleito deputado estadual e, em 1965, assumiu a Prefeitura de Goiânia, mas foi cassado pela ditadura militar antes que o seu mandato chegasse ao fim.
Durante o período em que ficou fora da administração, Iris Rezende montou um escritório de advocacia. Após o fim da ditadura militar, foi eleito governador por dois mandatos, de 1983 a 1986 e de 1991 a 1994.
Entre as duas administrações, ele foi ministro da Agricultura do governo de José Sarney (PMDB), de 1986 a 1990. Em 1994, Iris foi eleito senador da República e, no meio de seu mandato, em 1997, assumiu o ministério da Justiça durante um ano, no governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB).
Em 2004, Iris se candidatou à Prefeitura de Goiânia, quando venceu o então prefeito Pedro Wilson (PT).

Íris foi reeleito prefeito de Goiânia nas eleições municipais de 2008. No dia 1º de abril de 2010, renunciou ao cargo para poder ser candidato nas eleições do mesmo ano. O então vice-prefeito Paulo Garcia assumiu a prefeitura.

Novamente em 2010 e em 2014, candidatou-se a governador do estado de Goiás, quando foi derrotado mais duas vezes por Marconi Perillo (PSDB).

Em fevereiro de 2013, o Tribunal de Justiça de Goiás reformou a decisão de 1ª instância, absolvendo Iris Rezende da acusação de improbidade administrativa.

Iris Rezende foi eleito pela quarta vez prefeito de Goiânia no segundo turno das eleições 2016. Ele recebeu 57,70% dos votos.

Em agosto de 2020, Rezende afirmou que não seria candidato a reeleição para prefeitura de Goiânia. Após o anúncio, o pleito ficou incerto: segundo uma pesquisa eleitoral realizada pelo Instituto Goyaz, Íris pontuou com 54,4% das intenções de votos.