string(2639) "Batoré, ator e humorista, morre vítima de câncer - Correio do Bico" Batoré, ator e humorista, morre vítima de câncer - Correio do Bico

Aguarde, carregando...

Batoré, ator e humorista, morre vítima de câncer

Ivanildo Gomes Nogueira, o Batoré, morreu nesta segunda-feira em São Paulo

Por Luís Poeta

10/01/2022 17:56h

O ator e humorista Ivanildo Gomes Nogueira, de 61 anos, conhecido como Batoré, morreu nesta segunda-feira (10), em São Paulo. Ele estava com câncer.
Batoré morreu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Pirituba, Zona Norte da capital. "As informações médicas foram repassadas à família e a Secretaria Municipal de Saúde lamenta o ocorrido", diz nota da Prefeitura.

Ivanildo Gomes Nogueira, mais conhecido como Batoré nasceu em Serra Talhada, foi um futebolista, que atuou nas categorias de base dos clubes Santo André, São Paulo, Saad, Paulista e Ituano, ator, humorista, apresentador teve suas primeiras aparições na TV no programa "Show de Calouros", do apresentador Silvio Santos no SBT, na década de 1980, mas ele só se tornou conhecido ao integrar o elenco do programa A Praça É Nossa, também do SBT, na década de 1990 com o Personagem Batoré.

Junto com seu visual marcante, o personagem é lembrado até hoje por um de seus bordões mais conhecidos: "Ah, pára ô!", "Você pensa que é bonito ser feio?" zombando de sua aparência e fazendo piadas da sua condição financeira.

Como político brasileiro, foi vereador do município de Mauá, em 2008, com 4.778 votos (2,16% do total de votos válidos) sendo o terceiro vereador mais votado. Foi reeleito em 2012 para mais um mandato mas mudou de partido, e com esta manobra, a justiça eleitoral considerou "infidelidade partidária" e o afastou de seu cargo de vereador.

Depressão

O ator passou também sobre um um momento difícil. Após ter sido demitido de A Praça é Nossa, ele viveu um quadro grave de depressão. Aos 61 anos, ele estava com início de anemia tinha perdido muito peso, mas tentava sair da situação.

Em entrevista ao Melhor da Tarde, em maio de 2021 Ivan contou que a pandemia o impediu de trabalhar e de seguir com alguns projetos. “Eu sempre falei que pobre não morre de depressão. Hoje eu falo diferente: pobre morre de depressão, mas ele não sabe o que é”, disse o ator. 

Silêncio


De acordo com amigos e colegas ele não falava não sobre seus assuntos pessoais e ocultava os problemas de saúde e financeiros que vinha sofrendo ultimanente. Ivanildo era um profissional que estava acima da média.