Aguarde, carregando...

Polícia Civil prende suspeito de estuprar criança de seis anos em Luzinópolis

Por GILVAN BALBINO CALÇADOS

23/04/2021 00:13h

Neste sábado, (28), a policia civil de Luzinópolis, comodados pelo delegado Tiago Daniel de Morais, prendeu um suspeito de 18 anos de idade, em flagrante de delito, suspeito pela prática do crime de estupro de vulnerável e encontra-se recolhido na Cadeia Pública de Tocantinópolis.

De acordo com a autoridade policial, o fato teria ocorrido por volta das 17h30, do sábado, na cidade de Luzinópolis, distante cerca de 80 km de Tocantinópolis, enquanto a criança estava na casa de seu avô e foi deixada na companhia de um primo, por apenas alguns minutos.

Publicidade
“Segundo apontaram as investigações, a mãe da vítima chegou à casa do avô da criança, onde permaneceu por algum tempo. Porém, um pouco depois, ela se ausentou do local para levar uma tia no trabalho, deixando a filha sob os cuidados das pessoas que estavam no local, onde também se encontrava o primo da menor. Ocorre que, nesse meio tempo, ao ficar sozinho com a criança, o suspeito teria se aproveitado do fato e abusado sexualmente da mesma, passando o dedo em suas partes íntimas”, relatou o delegado.

Após regressar a casa, a mãe da vítima notou que a filha estava com um comportamento estranho e se queixava de dores nas partes íntimas. Imediatamente, a mãe pegou a criança e foi para sua residência, que fica em um povoado na zona rural de Luzinópolis. Após uma conversa, a filha contou com detalhes o que havia ocorrido, relatando que havia sido abusada pelo primo.

Assim, os familiares da vítima compareceram até a Central de Atendimento da Polícia Civil, em Tocantinópolis, onde registraram o fato. Com base nas informações, uma equipe da PC-TO, se deslocou até a cidade de Luzinópolis, onde efetuou a prisão em flagrante do indivíduo de 18 anos.

Conduzido até a Central de Atendimento, o homem foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável. Após a realização das providências legais cabíveis, o homem foi recolhido à Cadeia Pública onde permanecerá à disposição do Poder Público. O caso será investigado pela Delegacia de Polícia Civil de Luzinópolis.