Aguarde, carregando...

Dados do IBGE mostram que mais da metade dos lares tocantinenses passam por algum nível de insegurança alimentar.

Mais de 120 mil famílias contam com apenas R$ 105 por mês para sobreviver no Tocantins

Por Luís Poeta

28/07/2022 10:45h

Cerca de 127 mil tocantinenses, só conseguem uma média de R$ 105 por mês para sobreviver.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), essas pessoas vivem em situação de extrema pobreza. Outras 43 mil famílias contam com um pouco mais, e conseguem passar o mês com uma renda de R$ 102 a R$ 210. Com essa renda per capta, são considerados em estado de pobreza.

O órgão ainda apontou que mais da metade dos lares tocantinenses passam por algum nível de insegurança alimentar e 5% passa fome, de fato.

A única renda da maioria dos tocantinenses desempregados é o Auxílio Brasil, que é dividido entre as pessoas que moram na casa.

O Tocantins tem mais de 146 mil famílias que dependem de benefícios sociais para sobreviver e mais da metade das famílias inscritas no CadÚnico no Tocantins vive na linha da pobreza, mais de 200 mil estão na fila para conseguir pelo menos essa ajuda financeira.

Para a socióloga Lisa Basílio, programas como esse, do governo federal, podem mudar a realidade de muitas pessoas, mas para que todos sejam contemplados é preciso ampliação.
"Se estou com fome, é importante que tenha um prato de comida na minha casa. Mas o que os governos não podem é só se ater a essas políticas. É preciso ter políticas mais elaboradas de transformação dessa realidade. Mas enquanto isso não acontece, a assistencialista é importante porque ela salva vidas, ela tira o indivíduo da fome", comentou.