Aguarde, carregando...

Acidente no Rio Araguaia deixa desaparecidos vereador e amigo; filho e esposa morreram afogados

Embarcação estava com nove pessoas quando virou no meio do rio.

Por GILVAN BALBINO CALÇADOS

06/12/2021 16:34h

Nesta segunda-feira (6) o Corpo de Bombeiros intensificou as buscas para tentar localizar o vereador Maurisan Alves de Araújo (PDT) e um amigo dele, conhecido como Jorginho, que estavam em uma embarcação que naufragou na tarde desse sábado (4), no Rio Araguaia, na divisa entre os estados do Pará e Tocantins, na região conhecida como Pontão, perto de Santa Fé do Araguaia (TO).

Nove pessoas estavam no barco, sendo seis adultos e três crianças. Dois corpos de vítimas foram encontrados boiando no rio. O primeiro foi do garoto Maurílio de Lima Araújo, de 6 anos, filho do primeiro casamento do vereador Maurisan Araújo, de Xinguara. O segundo corpo foi o da esposa do parlamentar, Simone Amparo Paes da Silva Ribeiro, de 39 anos.

Cinco pessoas conseguiram sobreviver, entre elas um filho adolescente do vereador. Elas se agarraram nos tapetes da embarcação, que ficaram boiando sobre as águas do rio.

O condutor da embarcação teria perdido o controle após passar por uma parte mais agitada do rio (banzeiro) e a embarcação virou, a cerca de 400 metros da margem.

O acidente aconteceu após a embarcação sair do porto do distrito de São José do Araguaia, na Praia do Pontão, e seguir para uma ilha fluvial onde o grupo ficaria acampado. 

"Aconteceu o que a gente chama aqui de banzeiro, que é quando venta forte e forma ondas no rio. Então o banzeiro encheu a embarcação de água e fez o barco afundar", explicou o vice-prefeito de Xinguara, Vilmones Silva.

O coordenador da Defesa Cívil de Xinguara, Gilmar Pires, informou em nota que o grupo usava uma embarcação tipo voadeira, com sete metros de comprimento e motor de popa 15hp.


"Foi informado que estavam indo em direção a uma ilha particular quando a aproximadamente 400 metros da margem foram surpreendidos pela  água agitada (banzeiro). Que todos estavam sem coletes salva-vidas", diz a nota.

Maurisan Araújo tinha 51 anos e era natural de Miracema do Tocantins. Cerca de 50 voluntários, entre pescadores e ribeirinhos, estão empenhados nas buscas. Vereador e amigo seguem desaparecidos no Rio Araguaia; filho e esposa morreram afogados